+55 19. 3739-6200
Consultoria em Processos Indústriais

 Combinação dos fatores preço, produção e safra agrícola reforça a percepção de que mudança no Marco Regulatório do biodiesel traria ganhos significativos ao Brasil.

Nos últimos meses, a ABIOVE desenvolveu e apresentou ao mercado estudos e análises indicando que o crescimento do mercado nacional de biodiesel geraria empregos, renda e melhoria da qualidade do ar. As mais recentes informações compiladas pela ABIOVE mostram que o cenário continua favorável para um salto no desenvolvimento do setor por meio de um novo Marco Regulatório.

 

Entre janeiro e abril de 2013, foram entregues às distribuidoras de combustíveis 927 milhões de litros de biodiesel, um crescimento de mais de 15% em relação ao mesmo período de 2012. Esse dado revela a robustez de uma indústria pronta para elevar seu grau de responsabilidade na matriz energética nacional. Ao mesmo tempo, as venda de diesel B (95% de diesel A e 5% de biodiesel) cresceram 1,5% no mercado brasileiro.

 

Por outro lado, a supersafra de soja colhida este ano já começa a surtir efeito no mercado de biocombustíveis, haja vista o aumento do percentual de participação de óleo de soja na produção de biodiesel. No acumulado de janeiro a março de 2013, esta matéria-prima respondeu por 69% de todo o biodiesel produzido no Brasil, seguida do sebo bovino (21%) e do óleo de algodão (4%).

 

Entre maio e junho deste ano, o biodiesel foi comercializado a R$ 2,03 por litro retirado na usina (incluída a margem da Petrobras de R$ 0,05/litro). Na comparação com o valor negociado em janeiro de 2013, de R$ 2,60/litro, a queda no preço foi significativa, de 22%. Concomitantemente, os preços do diesel mineral na refinaria subiram cerca de 9% ao longo dos quatro primeiros meses do ano, saindo de R$ 1,46/litro para quase R$ 1,60/litro. Já os preços do diesel S-10 (com baixo teor de enxofre) subiram 10% - está sendo negociado nas refinarias a R$ 1,67/litro, aproximadamente.

 

Seja pela queda dos preços do biodiesel ou pelo aumento dos preços do diesel mineral, os impactos inflacionários do biodiesel se reduzem a cada mês. Segundo estudo da FGV, em média, a efetivação do B7 (7% de biodiesel misturado ao diesel mineral) impactaria em 0,021 pontos percentuais no IPCA, valor que seria ainda menor se fosse considerado o atual patamar de preços relativos do mercado.

 

Finalmente, as importações de diesel fecharam o primeiro quadrimestre do ano com volume recorde: entre janeiro e abril de 2013, o Brasil importou mais de 4 bilhões de litros de diesel mineral, o equivalente a todo o primeiro semestre de 2012. Nos primeiros quatro meses deste ano, foram desembolsados cerca de US$ 3,2 bilhões (R$ 6,4 bilhões), montante que pesou significativamente na balança comercial brasileira. O aumento da mistura obrigatória do biodiesel contribuiria para reduzir essas cifras, pois o produto substituiria o combustível importado.

 

As planilhas com as estatísticas atualizadas do setor estão disponíveis no site www.abiove.org.br, na seção “Estatística”. Já a quarta edição do relatório “Análise Mensal do Mercado de Biodiesel”, elaborado pela ABIOVE, está disponível na seção “Estudos e Publicações”. O relatório é publicado na última semana de cada mês, com o objetivo de fornecer ao mercado informações setoriais de produção, consumo, uso de matérias-primas e preços praticados no Brasil (Abiove, 5/6/13)

 

Fonte: brasilagro


Rua José Paulino, 416 - sala 403 Centro
Campinas - SP / Brasil - CEP 13013-000
E-mail: contato@mixing.com.br

+55 19. 3739-6200
Redes Sociais:

    Facebook - Mixing Twitter - Mixing
 

®2010, Mixing. Todos os direitos reservados. Produzido por Dinamicsite